Cuidado! Heterossexualidade pode prejudicar sua saúde!

(por Vanille Fraise – grupo de lésbicas políticas. Suiça, 1981)
Heterossexualidade é normal, é natural… ou pelo menos é o que dizem: vaginite crônica (inflamação dos tecidos da vagina), cistites, infecções no útero e nos trompas de Falópio, esterilidade, agravamento de casos de câncer, maior tendência a desenvolver varizes, sensação de peso nas pernas, inflamação das veias, embolismo pulmonar, hemiplegia (paralisia cerebral que deixa um dos lados do corpo paralisado), problemas de visão, problemas de audição, dores de cabeça, flatulência, ganho de peso, estrias…
Essas são algumas complicações do uso ‘realmente seguro’ de contraceptivos criados por homens pesquisadores para que tenham suas parceiras disponíveis a eles 30 dias de 30.
Por outro lado, há as complicações causadas pela gravidez indesejada: aborto e seus efeitos posteriores, (risco de infecção ou hemorragias…), ansiedade, vômito, nascimento prematuro, depressão pós-parto, etc. Também há complicações devido a sofrer várias gestações: anemia, desmineralização, enurese (micção involuntária), prolapsos (quando órgãos “caem”, “saem do lugar”. ex: prolapso uterino)… e também vale mencionar, há a vaginite, frigidez, e a psicologicamente sugadora menopausa.
Todas essas doenças são, em menor ou maior nível, consequências da heterossexualidade; todas são usadas para nos fazer acreditar que nós mulheres somos mais frágeis, mais frequentemente doentes. A prática de heterossexualidade, quase compulsória, serviu muito bem para a medicalização do corpo da mulher pelos homens médicos e pesquisadores.
O período entre os 20 e os 40 anos é o período primordial no qual as mulheres deveriam ficar o menos doente. No entanto, é durante esse mesmo período que as despesas médicas das mulheres aumentam. E a maioria dessas despesas é devido à heterossexualidade.
Você nunca pensou nisso?  e ainda assim….
[Esse panfleto foi distribuído durante uma demonstração organizada dos partidos da esquerda para protestar contra os custos de saúde, que aconteceu em Geneva, na Suíça, no dia 9 de novembro de 1981. Foi reimpresso posteriormente em Clit 007]

One comment